R. Revolução Metanoia

Lider : Marcio Sousa



Liderados: Henrique Bueno, Benigno Júnior ,Sandro Rocha, Leonardo Possedome, Pedro Henrique, Caique Oliveira, Jefferson Vieira, José Gouveia, Igor Rubim, Mateus da Silva, Gilherme da Silva, Eduardo Oliveira, Michael Aleff, Jhony Ferreira, Ricardo da Silva, Saymon dos Santos, Thadeu Augusto, Emanuel Victor, Valdecir Soares, Raylson Santos.





terça-feira, 29 de junho de 2010

O QUE É ADOLESCENCIA?


Salmo 34: 1 – 9






POR QUE CONHECER A ADOLESCÊNCIA?


A adolescência surge desafiadora e com tantas mudanças, que deixam o adolescente perturbado e perplexo: “O que está aconte¬cendo comigo?” É a grande dúvida.


Neste estudo, vamos abordar o universo do adolescente e tentar escla¬recer algumas questões, entendendo o porquê que certas coisas acontecem.


Há muitas novidades na adolescência. Tudo o que é novo e não entendemos bem, traz insegurança, pode gerar medo e ansiedade. Dá ao adolescente, uma sensação de que “não vai dar conta do recado”. Mas quando se sabe o que virá pela frente, aí sim, é muito mais fácil enfrentar “o novo”.


Outro lado importante, ao conhecer a adolescência, é que você percebe que é normal! As transformações não acontecem só com você! Todo mundo passa por isso! É bom po-der olhar para o espelho, ver aquelas espinhas horrorosas e ainda poder dizer: “Eu sou nor¬mal!”


As mudanças físicas e emocionais fazem parte do seu desenvolvimento. Elas precisam acontecer. Caso contrário, há algo fora do lu¬gar e será preciso buscar ajuda de algum pro¬fissional (médico, psicólogo), para ver o que está acontecendo.


Deus não nos criou “idênticos” aos ou¬tros: temos características próprias. Cada um tem o seu ritmo, nas mudanças. Alguns se desenvolvem mais depressa, outros mais devagar. Tudo dependerá da sua herança genética, do seu contexto familiar e dos demais ambientes em que você vive.


O importante é perceber que as mudan¬ças ocorrem e que são parte de um processo normal no desenvolvimento do ser humano.






O QUE É ADOLESCÊNCIA AFINAL?


A palavra “Adolescência” vem do latim “Adolescere“, que quer dizer CRESCER.


Esta fase significa “o período de cresci¬mento em direção à maturidade”. É uma eta¬pa de preparação para a vida adulta e busca responder a grande questão: “Quem eu serei quando for adulto?”


Tudo o que aprendemos na infância, prin¬cípios, conceitos e valores que recebemos dos nossos pais e educadores, servirá de base para nos ajudar a responder os questionamentos e enfrentar o que vem adiante. A Bíblia já nos aler¬ta a isto, em:


Pv. 22:6 - “Eduque a criança no cami¬nho em que deve andar, e até o fim da vida não se desviará dele” (BLH).


Não é possível dormir criança e acordar adulto. É preciso passar por este período e vivenciar estas experiências, que provocarão este amadurecimento. Por isso, devemos encarar a Adolescência de maneira positiva e equi¬librada.


MANEIRA “ERRADA” DE ENCARAR A ADOLESCÊNCIA.


Os adolescentes são encarados, por gran¬de parte dos adultos, como “a turma dos rebeldes”. É muito comum eles ouvirem dos mais velhos, frases como estas:


• “Você não sabe o que lhe espera, garoto!”


• “A adolescência é um período difícil!“


• “É uma fase negativa da vida, cheia de crises absurdas!”


• “Eu me lembro o quanto sofri na Adoles¬cência!”


• “Prepare-se para o pior!”


A maneira como os adultos encaram esta fase, refletirá no comportamento dos adoles-centes, pois eles entenderão as frases acima da seguinte forma: “Se tanta gente diz que esta idade é cheia de problemas e conflitos, deve ser verdade! Então, estou perdido!”. Assimila¬rão de forma negativa esta fase da vida.


MANEIRA CORRETA


A Adolescência deve ser encarada nor¬malmente, como as outras fases da vida: in-fância, juventude, vida adulta e velhice. Em to¬das estas etapas enfrentamos mudanças, com as quais devemos nos adaptar e aprender a con¬viver com aquilo que é novo.


O fato de os pais (ou adultos próximos ao adolescente), terem vivido uma fase tumultua-da e cheia de dúvidas, quando foram adoles¬centes, não quer dizer que este fato se re-petirá, na vida de seus filhos. Cada um tem seu jeito de ser e de encarar as situações. Por¬tanto, aqui não vale a frase: “Tal pai, tal filho”.


Hoje o adolescente tem muito mais opor¬tunidade de acertar e passar por uma adoles-cência mais estável, devido à quantidade de in¬formações que existem sobre o assunto.


Os meios de comunicação estão dando uma grande ênfase a esta faixa etária. Inclusive os pais de nossos dias têm um acesso muito maior a estas informações do que nossos avós tiveram ao lidar com seus filhos adolescentes.


Cada fase da vida do ser humano passa por momentos maravilhosos, mas também exis-tem os desafios dos períodos difíceis. Aquele que buscar a vontade de Deus para sua vida, seja qual for a fase em que esteja, sempre receberá a ajuda do Senhor, principalmente nos momentos difíceis. Veja estes textos:


• SI, 145 : !8-20a: “Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Ele açode à vontade dos que o temem; atende-lhes o clamor e os salva. O Senhor guarda a todos os que o amam;”


• SI. 121 : 1-3: “Elevo os meus olhos para os montes: de onde me virá o socorro ? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra. Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guar¬da.”


• SI. 46 : 1-2 : “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribu¬lações. Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares;”


QUAL A DIFERENÇA DA ADOLESCÊNCIA?


O que torna esta idade toda especial, é o fato de que TODAS as transformações ocor-rem ao mesmo tempo! São mudanças físi¬cas, emocionais, sociais, intelectuais e es-pirituais, que acontecem de forma muito rá¬pida.


Para exemplificar, poderíamos dizer que é o mesmo processo para se fazer uma boa vita-mina: coloca-se no liquidificador, vários tipos de frutas (mamão, maçã, banana, etc.), acres¬centa-se leite, açúcar e três colheres de aveia. Liga-se o aparelho para triturar as frutas, trans¬formando-as num líquido homogêneo, delicio¬so e pronto para ser saboreado.


Esta é a impressão que o adolescente tem, diante de suas transformações: estar sendo “tri¬turado“. Suas diferentes áreas da vida parecem estar sendo moídas e massacradas. Mas tudo isso precisa acontecer, para que haja crescimen¬to em direção a uma vida adulta equilibrada. Por isso, é preciso que você mantenha a calma e aprenda a ter paciência. Afinal, é para o seu próprio bem!


ADOLESCÊNCIA E A PUBERDADE


Muitas pessoas confundem estas duas palavras, tratando-as como se tivessem o mes¬mo sentido. Mas elas são DIFERENTES!


Puberdade, vem do latim púbis, que quer dizer PÊLOS. Refere-se a mudanças bio-lógicas e por sua vez, tem grande influência so¬bre as transformações emocionais do adoles¬cente.


Adolescência compreende o conjunto de TODAS as transformações: psicológicas, sociais, intelectuais e também as biológicas. Portanto, a Adolescência CONTÉM a Puber¬dade.


Quanto à Puberdade, podemos definir seu início e fim, devido aos fatores físicos. Na Ado¬lescência já não acontece o mesmo. Tudo de¬penderá do contexto cultural em que o adoles¬cente está vivendo.


A maioria dos livros médicos divide este período em três etapas:


• Pré - Adolescência: dos 9 aos 12 anos


• Adolescência: dos 13 aos 16 anos


• Adolescência final ou Juventude: 17 aos 20 anos


Estas etapas são adotadas principalmente pelas escolas, para explicar didaticamente cada momento da Adolescência. No entanto, na prá¬tica, na vivência do dia a dia, estamos perce¬bendo mudanças, que já estão servindo de es¬tudos, tanto em nosso país quanto no resto do mundo: nosso contexto social tem contri¬buído para um prolongamento da Adoles¬cência.


Atualmente, a Adolescência vem come¬çando ANTES e terminando DEPOIS. Compa-rando com o tempo em que viveram nossos avós, um adolescente aos 19 anos já tinha as responsabilidades de um adulto. Trabalhava e até chegava a se casar.


Hoje, as dificuldades econômicas, o de¬semprego, o mercado de trabalho difícil e exi-gente, não permitem que o jovem consiga sua independência financeira. Com isso ele perma¬nece mais tempo como dependente, na casa dos seus pais, até depois dos 25 anos.


Por outro lado, há também um adianta¬mento do início da Puberdade. Vários fatores, como a alimentação, uma sexualidade preco¬ce, incentivada pela mídia falada e escrita, têm contribuído para que as crianças amadureçam antes. Já tem sido notados, traços de Pré-Ado¬lescência aos 8 anos de idade.


Assim, tem se tornado cada vez mais difí¬cil fixar uma idade específica para o início ou o fim da Adolescência. Sugerimos, entretanto, a divisão de etapas que apresentamos no início deste tópico.


Pesquisas mostram que a maior parte das conversões, ocorrem na Adolescência. O des-cobrimento, nesta fase, da realidade bíblica que diz:


• “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração” (Jr 29:13), tem trazido muitos adolescentes para a família de Deus.


Grandes homens de Deus se voltaram para o Senhor, na Adolescência. Passaram a pro-clamar esta experiência com ousadia e alegria as outras gerações. Vemos esta alegria descrita pelo salmista:


• “Cantarei para sempre as tuas miseri¬córdias, ó Senhor; os meus lábios proclamarão a todas as gerações a tua fidelidade.” (SI 89:1).


E VOCÊ, querido adolescente? Já faz parte do time de Deus? Já O buscou de todo o coração e entregou sua vida TOTALMENTE a Ele?


Faça como Davi, que em sua adolescência passou a ser amigo íntimo de Deus:


“Bendirei o Senhor em todo o tempo, o seu louvor estará sempre em meu lábios.(…) Busquei o Senhor, e Ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores…” (Sl 34: 1,4).


Fiquem na Paz do Senhor!

Um comentário:

Saymon dos Santos disse...

Rede Metanóia

Metanóia é uma palavra de origem grega (μετάνοια , metanoia) e significa arrependimento, conversão (tanto espiritual, bem como intelectual), mudança de direção e mudança de mente; mudança de atitudes, temperamentos; caráter trabalhado e evoluído. Isso é o que acontece com todo aquele que é Transformado por Jesus Cristo.

" Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. ( 1 jõao 2:15 )"